• w-facebook
  • w-flickr

A'uwa

2013

 

Os índios da etnia Aikewara tem duas denominações ao se referirem a uma imagem, uma é a imagem não icônica de algo que eles denominam A’uwa, um exemplo seria uma lápide que representa uma pessoa morta, a outra é a representação icônica de algo que eles denominam ‘Onga, um exemplo seria um retrato, a primeira eles traduzem como “imagem espírito” e a segunda apenas como imagem. Com base nessas informações e em meio ao processo criativo refleti muito sobre a palavra A’uwa, seu significado e também sobre a natureza; a árvore é um ser vivo, um ser que registra o tempo em seu corpo através dos anéis que se formam no decorrer do tempo em seu tronco, aí não há somente um registro do tempo que passa, mas também das vidas, das histórias, homem e natureza suas vidas se entrelaçam, esse pedaço de tronco conta muitas histórias, em cada anel há o registro de um ciclo de tempo em que aquele povo e aquela terra vivenciou um “pedaço” da história do planeta, esse tempo ainda é vivo e latente nesse pedaço de tronco. Fotografia e dendrocronologia, registro tecnológico e registro natural fundindo-se numa nova linguagem. Aqui a poética se completa na representação imagética - Natureza e Ser Humano uma espécie de simbiose, uma A’uwa - Imagem Espírito.

 

work in process...